domingo, 20 de novembro de 2011


Posso amar a Marina Lima? Amar mesmo, de verdade?
Queria que ela fosse minha mãe, minha mulher, meu troféu numa caixa de vidro, minha voz, meu estilo. Queria ser ela. Queria pagar o preço de ser ela.

2 comentários:

kassiaindia disse...

Ela não, mas algo dela sim. Sem duvida. Coragem Marina, você parece ela...

Babi Dayrell disse...

Tenho que confessar... eu também amo a Marina!